noticias

O projeto internacional ImPrEP, um dos principais gerenciados pela Fiotec atualmente, está no seu segundo ano e os colaboradores da instituição se preparam para a entrega do relatório semianual para a Unitaid (financiadora do projeto) até o dia 31 de agosto. Lidiane Lima, Thais Avellar e Renan Capossi, da Gerência de Projetos, visitaram os escritórios do UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas) e da Universidade Peruana Cayetano Heredia (UPCH), no começo do mês de agosto.

Entre os objetivos das reuniões estava a apresentação da nova equipe da Fiotec e a abordagem de questionamentos relacionados a aspectos financeiros levantados pela Unitaid, quando esses estiveram na instituição, em junho, além de realizar o recolhimento, de forma mais eficiente, das informações necessárias para serem prestadas no relatório semestral.

“A Unitaid fechou esse contrato com a Fiotec, no qual, diferentemente dos outros projetos, a instituição é totalmente responsável tanto pela parte técnica, quanto pela parte financeira. Então, apesar de a gente ter a equipe liderada pela doutora Valdiléa [coordenadora do projeto], as pessoas responsáveis pelo projeto, temos que consolidar e enviar tudo pela própria Fiotec”, explica Renan Capossi, analista de Projetos.

Ainda segundo Renan, também foram abordados nas reuniões os próximos passos a serem dados no segundo semestre: a contratação de empresas de auditoria e como elas serão realizadas no Peru e no México.

Implementação da Profilaxia Pré-Exposição (ImPrEP)

Fruto de um esforço conjunto entre o Ministério da Saúde brasileiro e a Fiocruz, por meio do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST/Aids (LaPClin-Aids), com financiamento da Unitaid, a iniciativa visa oferecer medicamentos antirretrovirais a cerca de 7.500 pessoas não infectadas pelo vírus HIV, com o objetivo de reduzir o risco de aquisição da doença por via sexual principalmente entre homens que fazem sexo com outros homens, mulheres transexuais e travestis. A liderança do estudo será de total reponsabilidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), entretanto, além do Brasil, a iniciativa engloba outros dois países da América Latina, México e Peru.