noticias

A Diretoria Executiva e os colaboradores da Fiotec lamentam o falecimento de Adauto José Gonçalves de Araújo, pesquisador da Fiocruz e um dos fundadores da Fundação de Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Cooperação à Escola Nacional de Saúde Pública (Fensptec), atual Fiotec. Adauto faleceu nesta quinta-feira (6/8), depois de uma longa luta contra um câncer. Ele deixa esposa, três filhos, dois netos e uma legião de fãs e admiradores saudosos de sua presença.

Adauto foi diretor da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp) de dezembro de 1994 a dezembro de 1997 e atualmente coordenava um projeto apoiado pela Fiotec sobre a origem e evolução de doenças - desenvolvimento de protocolos aplicáveis em material de acervos e coleções. Entre suas muitas pesquisas realizadas ao longo da vida, destaca-se a consolidação da paleoparasitologia, um campo científico reconhecido internacionalmente, cujos estudos tiveram início em 1978. Cientista premiado e reconhecido por seus pares, Adauto recebeu inúmeros títulos e honrarias, além de estar presente em importantes instituições no campo da ciência, como a Associación Latino Americana y del Caribe de Educación en Salud Pública (Alaesp).


 
Seu falecimento é uma perda imponderável não só para a Fiotec e para a Fiocruz, como também para a ciência.

*Informações CCS/Fiocruz

 

Vagas