noticias

Quase toda criança gosta de desenhar. E muito cientista também! Para os pesquisadores que estudam a natureza, o desenho é uma ferramenta valiosa de trabalho. Ele permite representar, com muitos detalhes, animais e plantas, por exemplo. A ilustração científica é tema da nova exposição da Folguedo em parceria com o Museu da Vida, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde e o Instituto Oswaldo Cruz, unidades pertencentes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que será aberta ao público no dia 2 de fevereiro.

O tema escolhido para falar um pouco da importância dos desenhos para a ciência foi a entomologia, isto é, o estudo dos insetos. Afinal, desde a sua criação, a Fiocruz tem realizado importantes pesquisas nessa área, em especial sobre os bichos que podem transmitir doenças aos seres humanos. Ao longo de sua história, a instituição construiu uma enorme coleção de insetos, com mais de 5 milhões de exemplares!

A exposição Insetos ilustrados mostrará ao público uma parte da coleção de insetos e, também, obras preciosas de ilustração científica, num espaço mais do que especial: o castelo da Fiocruz, onde está localizada sua primeira biblioteca. É uma oportunidade única para o público compreender estes bichos incríveis, suas complexas características físicas, anatômicas, fisiológicas e conhecer um pouco sobre os entomólogos que trabalharam na Fiocruz e tiveram grande importância para a ciência. O projeto faz parte do Fomento à Cultura Carioca, com patrocínio da Fiotec, Marsh, Lecca e Prefeitura do Rio. A mostra tem acesso gratuito. Não perca!

Serviço

Período: 6 de fevereiro a 31 de julho de 2018

Visitação: terça a sexta - das 9h às 16h30; sábado: das 10h às 16h.

Local: Castelo do Mourisco, Avenida Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro/RJ